Captura-de-Tela-2019-01-19-às-00.00.48

Câncer de Tireoide

A tireoide é uma glândula em formato de borboleta que fica localizada no pescoço, bem no centro, na frente da traqueia. Ela é responsável pela produção de hormônios que regulam nosso metabolismo.

Diferente dos outros tumores da cabeça e pescoço, o câncer de tireoide é bem mais comum em mulheres do que em homens. De acordo com as estimativas do Instituto Nacional de Câncer, só aqui em Pernambuco no ano de 2018 devemos ter 70 novos casos diagnosticados em homens e 480 diagnosticados em mulheres! A notícia boa é que esse é dos tipos de câncer com as maiores taxas de cura, chegando a mais de 95% do casos!

O tratamento é sempre feito com cirurgia e normalmente é complementado com radioiodoterapia, mas isso é avaliado caso a caso pelo especialista. Em grande parte dos casos, as complicações e sequelas depois do tratamento são poucas, e normalmente se consegue levar uma vida completamente normal! 

Quais são as pessoas que tem que ficar mais atentas? Aquelas que possuem uma chance maior de desenvolver um câncer na tireoide? Aqui vão os fatores de risco mais importantes:

-História familiar: história de câncer de tireoide em parente próximo, como pais ou irmãos, aumenta consideravelmente o risco de um nódulo na tireoide vir a ser câncer. Dependendo do grau de parentesco, essa chance pode ser de 3 a 11 vezes maior. Algumas síndromes genéticas familiares também aumentam esse risco. 

-Radiação na região do pescoço: felizmente, no nosso país não sofremos com a bomba atômica. Mas pessoas que moravam no Japão aumentaram bastante as suas chances de desenvolver câncer de tireoide depois da exposição provocada pelas bombas de Hiroshima e Nagazaki. O mesmo se aplica a pessoas que estavam próximas a regiões que sofreram acidentes nucleares, como Chernobyl. Mas aqui na nossa realidade, as pessoas que nos preocupamos com câncer de tireoide provocado pela radiação são principalmente aquelas que já se submeteram a radioterapia envolvendo o pescoço.

Antigamente chegava a se usar radioterapia pra tratar doenças benignas na infância. Atualmente, ela é utilizada na região do pescoço principalmente pra tratar outros tumores malignos da cabeça e pescoço ou de mama (o campo de radiação para o tratamento de câncer de mama sobe até a altura do pescoço). 

Você já reparou, quando foi fazer um raio X, que o técnico que fica com você na sala coloca um colete de chumbo pra se proteger? Ele usa também um “colar”de chumbo ao redor do pescoço. Pois é… Esse “colar” é pra proteger a tireoide de tanta radiação! Você está fazendo apenas um raio X, mas ele passa o dia inteiro ali, todos os dias! Assim ele tenta evitar aumento na predisposição para câncer de tireoide.

Ficou com alguma dúvida? Manda pra gente!

E lembre-se: nenhuma leitura na internet substitui a consulta com o especialista!

O que deseja encontrar?

Compartilhe